Qual é o salário do cuidador de idosos

ago 29, 2011 por     5 Comments    Postado em: Cuidados com o idoso, Informação, Saúde
Quanto vale o trabalho de um cuidador de idosos?Junto com o tema de violência e maus tratos contra idosos, essa é a pergunta mais comum de comentários, que chegam ao nosso Cuidar de Idosos: “Qual é o salário do cuidador de idosos?”

Pergunta simples e, ao mesmo tempo, complexa. Vamos por partes. Cuidador de idosos não é ainda, para o Ministério do Trabalho e do Emprego, uma profissão regulamentada por lei. Não é considerada ainda uma classe profissional, não tem sindicatos e não existe uma faixa salarial própria.

Qual é o salário do cuidador

Para o Ministério do Trabalho e do Emprego, o cuidador de idosos é uma função. Ou seja, tem suas características e suas funções de como trabalhar com idosos, mas ainda não é uma profissão regulamentada por lei.

Assim, para efeitos de direitos trabalhistas, a função de cuidador de idosos é enquadrada na classe de trabalhadores domésticos. O cuidador de idosos tem as mesmas garantias trabalhistas e os mesmos direitos que a empregada doméstica, a passadeira, a cozinheira, o jardineiro e a babá.

Trabalhando mais que 3 dias por semana na casa do idoso, o cuidador de idosos tem direito a uma série de obrigações, por parte de quem o contrata, por parte do patrão:

carteira de trabalho devidamente anotada
salário mínimo garantido por lei, 13º salário e férias de 30 dias (salário mais 1/3)
repouso semanal, de preferência no domingo
licença gestante de 120 dias e a estabilidade no emprego até 5 meses após o parto
aposentadoria
aviso prévio de 30 dias
auxílio-doença pelo INSS. Não tem direito em caso de acidente de trabalho.
seguro desemprego (se recolheu fundo de garantia por tempo de serviço, por pelo menos 15 meses)
vale tansporte
juntamente com o empregador, recolher o INSS
finalmente, como todo trabalhador doméstico, fundo de garantia opcional pelo empregador.

O item nº 2 diz respeito ao salário e comenta que: salário mínimo garantido por lei, 13º salário e férias de 30 dias (salário mais 1/3). Isto quer dizer que o menor salário que um cuidador de idosos pode ganhar é o salário mínimo nacional. Este ano, o salário mínimo é de R$ 545,00 (quinhentos e quarenta e cinco reais).

Quando houver a regulamentação da lei da profissão de CUIDADOR DE IDOSOS, já em tramitação no Congresso Federal, certamente o piso salarial dessa categoria será maior que o salário mínimo. O que vemos hoje e que está regulando o salário, são duas maneiras de se avaliar o nosso cuidador de idosos:

Em primeiro lugar, quando o cuidador não é capacitado, não é qualificado e não tem experiência, o que normalmente ele recebe é o salário mínimo somente. Já vimos caso de cuidadores inexperientes, que se sujeitam a tudo, recebendo salário abaixo do mínimo e não tem a carteira de trabalho assinada!
Agora, quando o cuidador de idosos é capacitado, é qualificado, tem experiência e ótimas referências… Esse é disputado a peso de ouro, no mercado de trabalho. Conheço cuidadores de idosos em São Paulo, Rio de Janeiro e Porto alegre, por exemplo, que ganham mais de R$ 1.800,00 (Mil e oitocentos reais), inclusive obrigando ao patrão ao recolhimento de seu Fundo de Garantia!

Portanto, cuidadores e cuidadoras do Brasil, aguardem boas novidades que virão pro aí. A sua profissão será brevemente regulamentada pelo Congresso Nacional, certamente seu piso salarial será melhor e vocês ganharão novas garantias e direitos trabalhistas, que ainda não podem cobrar dos patrões, tais como: horas extras, fundo de garantia, acidente de trabalho, PIS, jornada de trabalho de 44 horas, adicional noturno,dentre outros.

Lembre-se, cuidador de idosos, a valorização do seu trabalho depende de você. Capacite-se, faça mais cursos na área, trabalhe com afinco e com dedicação e cuide muito bem de seu idoso. Todos reconhecerão o seu trabalho!

fonte: www.cuidardeidosos.com.br 20/08/2011 – Por Márcio Borges – Geriatra

5 Comments + Adicionar Comentário

  • A definição da remuneração do cuidador de idoso depende da regulamentação da profissão no congresso nacional.

  • Gostei muito do arquivo que obtive.

  • “”"Em primeiro lugar, quando o cuidador não é capacitado, não é qualificado e não tem experiência, o que normalmente ele recebe é o salário mínimo somente. Já vimos caso de cuidadores inexperientes, que se sujeitam a tudo, recebendo salário abaixo do mínimo e não tem a carteira de trabalho assinada!”"”

    Com esse projeto regulamentado , um idoso que ganha uma pensão de R$ 650,00 mensais quanto deve pagar pagar a um profissional (capacitado segundo a nova legislação) dessa área?

    • Obrigado pelo interesse Wilson.
      A regulamentação é necessária para que os profissionais capacitados possam exercer suas funções com segurança. O profissional não qualificado é, como agravo, um risco para o paciente.
      A remuneração do cuidador não é e nem deve ser de inteira responsabilidade do idoso paciente mas sim, também de seus entes queridos.
      Continuamos abertos à discussões.
      Abraços.

  • QUANTO DEVO PAGAR?

    Eu encontrei uma cuidadora de idosos que atende aos meus requisitos. Na verdade, ela fará papel de ACOMPANHANTE, não de cuidadora. Minha vó tem 93 anos, porém é lucida e é capaz de fazer o necessário sozinha, não tem nenhum tipo de enfermidade que exija algum tratamento especial além dos medicamentos via oral. O desejo dela é apenas uma companhia, na própria casa (ela mora sozinha, nos fundos da minha casa), com objetivo de ter alguém com quem jogar conversa fora, esperar no banheiro o banho em função de ela ter labirintite, esquentar o leite em função de ela ser “quaaaase” cega. Apesar dessa cegueira quase total , ainda assim ela faz tudo sozinha, mas uma ajudinha sempre cai bem. Eu e a cuidadora estamos em negociação e ela vai me passar o salário pretendido amanhã, 12/11.
    O que foi proposto a ela é o seguinte: ela trabalha 4h/dia. Porém, ela é técnica em enfermagem (quando eu divulguei via Facebook a necessidade de uma acompanhante, deixei claro que não era necessário tal especialidade), trabalha na Santa Casa e sua escala muda a cada 25 dias. Essas 4 horas são necessárias durante o dia, seja no período da manhã ou da tarde, tanto faz. Deixei a ela a livre escolha de vir no período matutino ou vespertino, podendo variar conforme sua mudança de escala. O dia de folga ela também pode escolher, podendo ser qualquer dia da semana ou do fim de semana, ou, ainda melhor, se ela quiser, pode folgar dois dias a sua livre escolha. Como pode perceber, deixei tudo a escolha do que for melhor para ela.

    EU DEVO PAGAR UM SALÁRIO FIXO DIÁRIO, MENSAL OU POR HORA? E QUAL O VALOR?

    Agradeço desde já à atenção,
    Abraços.

Tem algo a dizer? Vá em frente e deixe seu comentário!

Assine nossa Newsletter

* = campo obrigatório

Áreas de Interesse

Queremos manter o contato. Siga-nos !

Friend me on FacebookFollow me on TwitterAdd me to your circlesFollow my company on LinkedIn